O que é a cirurgia de abdominoplastia?

A abdominoplastia é um dos procedimentos mais realizados em cirurgia plástica. Em geral, fatores como gestações múltiplas e a genética contribuem para o desenvolvimento de frouxidão na pele, depósitos de gordura e estrias  na região abdominal. 

A abdominoplastia é um procedimento para remover o excesso de pele e gordura do abdome, ou dermolipectomia, associada a correção da diastase abdominal quando presente. Com as gestações e/ou perdas de peso, os músculos da parede abdominal tendem a se afastar e, por isso, dar um aspecto protruso do abdome. Nessas situações, com a distensão da pele, ocorre flacidez importante e presença de estrias.

 

Quem pode fazer abdominoplastia?

A abdominoplastia não deve ser considerada como tratamento de obesidade, ou substituto de dietas e exercícios físicos. Candidatos a abdominoplastia devem ser saudáveis e relativamente em forma. Gestações futuras e alterações substanciais do peso após abdominoplastia, podem reduzir a eficácia e longevidade do tratamento.

As candidatas à cirurgia devem compreender as suas próprias motivações e ter expectativas realistas, entendendo as limitações do seu caso. Obviamente, uma mulher com maior quantidade de gordura, uma pele mais estriada, com maior flacidez, terá um resultado diferente de outra mulher mais magra e com melhor tônus da pele. Cabe ao cirurgião os prós e contras deste procedimento, sanando todas as dúvidas existentes.

 

 

Como é realizada a abdominoplastia?

Há várias técnicas para realizar a abdominoplastia que variam de acordo com a paciente e com a preferência de cada cirurgião. No geral, é realizada uma incisão no abdome inferior, costura-se os músculos afastados, resseca-se o excesso de pele  e gordura (dermolipectomia),  e reposiciona-se o novo umbigo. A abdominoplastia pode ser combinada com outras técnicas de contorno corporal, como a lipoaspiração e lipoescultura, tratando-se nesse caso de uma lipoabdominoplastia. 

 

Será feito um novo um umbigo?

Uma dúvida comum entre as pacientes em relação à cirurgia de abdominoplastia, é o que será feito com o umbigo. O meu umbigo é retirado? É feito um novo umbigo? A cicatriz ficará aparente?

 

Na cirurgia é utilizado o próprio umbigo da paciente, que será liberado do abdome e após retirada do excesso de pele, será fixado na nova posição, resultando em uma cicatriz. Esta cicatriz geralmente fica bem escondida e não aparente. Em alguns casos, como na presença de hérnia umbilical, às vezes faz-se necessário a confecção de um novo umbigo.

 

Um umbigo bem confeccionado durante a abdominoplastia é a etapa mais importante para se obter um resultado harmonioso! Existem diversas técnicas para confecção do umbigo, e a escolha dependerá da experiência e preferência de cada cirurgião.

 

Quais os tipos de abdominplastia?

 

Os tipos são:

– Mini-abdominoplastia: trata a flacidez abaixo do umbigo e não é indicada para que tem flacidez acima do umbigo. A cicatriz é um pouco maior do que da cesárea e os músculos podem ser costurados. Não há cicatriz no umbigo.

– Abdominoplastia  Clássica (incisão horizontal abdominal  baixa)

Trata o excesso de pele horizontal. Esta técnica é ideal para pacientes que apresentam excesso de pele leve a moderado. Durante o procedimento, é realizada a plicatura (pontos ) na musculatura do abdome.

– Abdominoplastia Circunferencial (360)

Indicada para pacientes apoós grandes perdas de peso ( bariátrica) com excesso de pele moderado a severo e /ou que apresentam flacidez associada em culote e glúteos ( lifting corporal inferior). A cicatriz, como o nome sugere, é circunferencial, e posicionada, na medida do possível,  de forma a ser escondida pelas roupas íntimas/biquíni.

– Abdominoplastia em âncora

Indicadas para os casos mais severos de perda de peso (bariátrica), ficando a critério do cirurgião e da preferência do paciente. Algumas cirurgiões indicam nos casos de grande excesso de pele acima do umbigo (lipodistrofia epigástrica), presença de cicatriz mediana no abdome e associação com grandes hérnias epigástricas. Apresenta como grande desvantagem a cicatriz em “T” invertido no abdome.

 

 

Abdominoplastia quanto custa?

É muito comum as pacientes apresentarem dúvidas sobre abdominplastia preço,  honorários, hospital etc.

 

O preço da cirurgia plástica é uma das principais preocupações das pacientes, mas não deve ser o principal critério para tomar uma decisão!

O Conselho Federal de Medicina não permite a divulgação de preço de cirurgia plástica em sites de internet. O orçamento de cada cirurgia é individualizado para cada paciente e leva em consideração diversos fatores como, hospital, equipe médica e técnica utilizada.

            

O custo da internação nos hospitais com boa estrutura e CTI, são tabelados, e variam de acordo com a localização, estrutura de hotelaria, tipo de cirurgia escolhida e itens inclusos no pacote ( fios, tempo de cirurgia, medicações anestésicas). Durante a consulta, sempre dou pelo menos duas opções de hospitais para que o paciente possa escolher de acordo com as suas preferências.

O preço da equipe cirúrgica é sempre a maior dúvida dos pacientes. Como calcular este valor sem avaliação presencial do paciente, através uma pergunta no Facebook ou por email, ou ainda por uma foto que a paciente deseja enviar? Não é possível fornecer este valor sem antes ter uma conversa detalhada e exame físico em uma consulta médica.

O trabalho de um cirurgião com boa formação, residência médica em serviço credenciado, ético, e com título de especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, tem um custo associado. A equipe deste cirurgião é composta mais um cirurgião plástico auxiliar, um médico anestesista e uma instrumentador cirúrgico.

Planeje seu procedimento com calma, estude as possibilidades e se prepare. Isso pode ser a diferença entre o sucesso e o fracasso da sua cirurgia!