prótese de mama subfascial tem conquistado cada vez mais espaço nos consultórios dos cirurgiões plásticos. Trata-se de mais uma opção para as mamoplastias de aumento, além das já conhecidas técnicas subglandular, com a prótese posicionada atrás da glândula mamária, e submuscular, inclusa atrás do músculo peitoral maior. Se você pensa em colocar silicone nos seios, saiba que o local de inserção é um dos fatores que interferem no resultado do procedimento.

Neste artigo, mostramos os diferenciais dessa técnica e para quem ela é mais indicada. Continue a leitura e esclareça suas dúvidas!

O que é a prótese de mama subfascial?

A prótese de mama subfacial é um dos possíveis planos de inclusão para o implante mamário. Para facilitar a explicação, é preciso saber que o músculo peitoral maior é revestido por uma espécie de membrana fina, chamada camada fascial (a qual se estende da clavícula até o sulco inframamário). Essa membrana é coberta pelo tecido glandular, responsável pela produção do leite materno.

A prótese de mama subfascial é posicionada por cima do músculo e abaixo da fáscia peitoral. Assim, o plano subfascial é um “meio-termo” entre os planos subglandular e submuscular. Na prática, é como se essa técnica associasse as vantagens das demais.

Quais são as vantagens da técnica subfascial?

Uma das principais vantagens da prótese de mama subfascial é a maior cobertura da prótese, em comparação à cobertura oferecida pela prótese subglandular. Isso possibilita um contorno mais suave e natural para os seios, gerando um alto índice de satisfação entre as pacientes.

Além disso, quando a prótese é colocada no plano subfascial, diminui as chances de irregularidades e de bordas proeminentes (visíveis).

Outra vantagem da prótese de mama subfascial é a rápida recuperação, com um pós-operatório menos doloroso e mais tranquilo, quando comparado ao da técnica submuscular. A dor mais leve e o período de recuperação menor são semelhantes ao da técnica subglandular.

Existe, ainda, uma provável vantagem — que vem sendo estudada. Há indícios de que a prótese de mama subfascial proporcione um resultado mais duradouro. Isso porque, a queda das mamas demoraria mais para acontecer, devido à sustentação extra oferecida pela fáscia.

Para quem o implante subfascial é indicado?

Diversos fatores alteram o resultado da mamoplastia de aumento. O local de inserção do implante é uma das variáveis que geram impacto a curto e a longo prazo.

A prótese de mama subfascial é, particularmente, indicada para pacientes mais magras, por terem mais chances de ocorrência de rippling (ondulações na prótese) no futuro. Porém, como nem sempre a fáscia é passível de dissecção, em algumas pacientes esse plano de inclusão pode ser inviável.

Como são os cuidados pós-operatórios?

Ainda que o implante de silicone subfascial, assim como o subgrandular, seja menos doloroso, a importância dos cuidados pós-operatórios é a mesma de qualquer mamoplastia de aumento. Nas semanas seguintes ao procedimento, procure:

  • evitar esforços com os braços;
  • não levantar os braços acima da linha dos ombros;
  • dormir com a barriga para cima e
  • tirar o sutiã cirúrgico apenas para tomar banho.

Além disso, troque os curativos conforme a orientação médica. Depois, tenha os mesmos cuidados com as bandagens, que precisam ser mantidas por, no mínimo, mais 15 dias.

Como escolher o plano de inclusão mais adequado para você?

Na consulta de avaliação, o cirurgião analisa diversos fatores que ajudam a decidir qual é o melhor volume, formato, local da incisão e plano de inclusão da prótese para cada paciente. Para isso, além do exame físico, ele considera variáveis como:

  • idade;
  • histórico gestacional e de amamentação;
  • oscilações de peso;
  • volume mamário original;
  • qualidade da cobertura tecidual;
  • posição do sulco inframamário e
  • flacidez glandular.

Assim, apenas um cirurgião plástico treinado e experiente pode definir, com consciência e responsabilidade, qual é o melhor local para o implante de silicone ser posicionado. A prótese de mama subfascial tem suas vantagens, mas o sucesso do procedimento depende, como sempre, da correta indicação e execução da técnica escolhida.

Esperamos que o conteúdo tenha ajudado. No entanto, caso tenha ficado com alguma dúvida, entre em contato e converse com nossos especialistas.

Além disso, aproveite para seguir a Clínica Lis no Facebook e Instagram e fique por dentro de todas as novidades em cirurgias plásticas e procedimentos estéticos!