A cirurgia para varizes, embora seja eficiente, é um procedimento invasivo e que exige maior tempo de recuperação para a paciente. Com os grandes avanços da Medicina na área de Angiologia, a cirurgia passou a ser substituída por tratamentos não cirúrgicos para varizes em grande parte dos casos, mas ressaltamos que a técnica cirúrgica ainda é indicada para algumas situações.

Ouça este conteúdo:

 

É importante ressaltar, também, que muitos pacientes recorrem a cremes para combater as varizes. No entanto, eles não possuem eficácia, já que não conseguem ultrapassar a barreira da pele e atingir a parede do vaso sanguíneo. Somente tratamentos que tenham como objetivo danificar os vasos (não cirúrgicos), ou remover os mesmos(cirurgia convencional) são capazes de agir na raiz do problema e eliminar as veias varicosas.

Quais as vantagens dos tratamentos não cirúrgicos para varizes?

Os tratamentos sem cirurgia representam uma revolução para combater as varizes e vasinhos com muito menos desconforto e incômodo, mas com a mesma eficácia da cirurgia para eliminar as microvarizes (veias de até 3mm de diâmetro). Conheça as principais vantagens dos tratamentos não cirúrgicos:

  • maior comodidade;
  • não requer uso de anestesia;
  • pouco invasivos;
  • tempo de recuperação mais rápido;
  • sem necessidade de internação hospitalar;
  • possibilidade de conciliar as tarefas do dia a dia com a rotina do tratamento.

Quais são os tipos de tratamentos não cirúrgicos para varizes?

Atualmente, existem diversas opções de tratamentos não cirúrgicos para varizes, bem como tratamento para vasinhos. Saiba quais são eles:

Laser transdérmico

Realizado na própria clínica, é utilizado para o tratamento de vasinhos (aranhas vasculares de coloração vermelha ou roxa) e também de veias azuladas nutridoras. O laser usado é específico para o tratamento de varizes e sua aplicação é realizada por um cirurgião vascular treinado.

A alta temperatura concentrada diretamente nas varizes causa a contração e, consequentemente, a oclusão do vaso. É um procedimento realizado com analgesia, pois em conjunto é usado um aparelho para resfriamento da pele com um jato de ar gelado a -20°C. A paciente pode retornar às suas atividades no mesmo dia, devendo somente evitar exposição solar nas pernas por uma semana.

Escleroterapia com espuma

Consiste na injeção de uma solução esclerosante com microbolhas que, através da destruição química da camada interna da veia comprometida, promove a interrupção do fluxo sanguíneo na veia tratada e o seu posterior desaparecimento. Com o uso de um equipamento de ultrassom durante o procedimento, o cirurgião vascular consegue mapear a circulação e realizar a escolha adequada das veias que devem receber a espuma.

A escleroterapia com espuma pode ser utilizada para o tratamento de vasinhos até o tratamento de veias mais grossas, sendo o procedimento muito bem tolerado pela maioria das pacientes. Após a aplicação da espuma, recomenda-se que a paciente use meias elásticas de alta compressão.

Crioescleroterapia

O procedimento de crioescleroterapia é uma evolução da escleroterapia convencional que utiliza glicose hipertônica congelada a -40°C, em aparelhagem específica. Quando é injetada, a substância esclerosante destrói a parede interna do vaso, devido à baixíssima temperatura.

Esta é uma técnica com maior potência para destruição de microvarizes, pois é agregada a uma lesão física (pelo frio) e química (por medicação esclerosante). Além disso, pode ser usada em conjunto com o laser e o resfriador de fluxo para potencializar o tratamento de veias azuladas nutridoras. Esta técnica é chamada de CLaCS (cryolaser + cryosclerotherapy).

Vein Viewer: um importante aliado no tratamento de varizes

Na Clínica Lis, utilizamos o VeinViewer, um equipamento de realidade aumentada que permite visualizar vasos localizados até 10mm de profundidade da pele, indetectáveis a olho nu. Seu principal objetivo é trazer maior assertividade e reduzir o tempo de avaliação e o próprio tempo do procedimento que será feito.

Ele promove o mapeamento adequado e ajuda a detectar as veias nutridoras das microvarizes. Dessa forma, é considerado uma ferramenta importante para guiar o tratamento e aumentar a chance de todas as varizes serem tratadas e eliminadas.

Quer saber qual é o tratamento mais recomendado para suas varizes? Agende uma consulta com nossa equipe de angiologia e cirurgia vascular no Centro do Rio de janeiro e conte com a avaliação médica para realizar o procedimento ideal para seu caso.