A mamoplastia de aumento ou cirurgia de prótese de mama é o procedimento realizado para aumentar o tamanho dos seios. Em alguns casos, a cirurgia de implante de silicone também é feita para restaurar o volume mamário perdido após extrema perda de peso ou gravidez.

Ouça este conteúdo:

 

Considerada uma das cirurgias plásticas mais realizada no Brasil e no mundo, a mamoplastia de aumento pode causar muitas dúvidas em pacientes que desejam realizar o procedimento. Neste artigo, vamos esclarecer as principais questões e trazer as informações mais importantes sobre a cirurgia. Confira!

Qual a indicação da mamoplastia de aumento?

A principal indicação do procedimento é para mulheres que desejam aumentar os seios. Além do tamanho, a mamoplastia de aumento também pode ser indicada para corrigir outras insatisfações, como:

  • perda de forma ou volume;
  • assimetria mamária;
  • flacidez nos seios;
  • formato ou aspecto dos seios;
  • falta de desenvolvimento de uma ou das duas mamas.

Como escolher a prótese de silicone

Cada mulher possui um tipo físico e um corpo diferente. Por isso, é importante conhecer todos os tipos de prótese de silicone antes de realizar a mamoplastia de aumento, uma vez que esse fator interfere diretamente no resultado da cirurgia. Saiba quais são os tipos de prótese:

Prótese cônica

É uma prótese mais pontuda, como o próprio nome já sugere, e concentra o silicone no centro. Consequentemente, o resultado da cirurgia pode apresentar seios mais empinados e projetados para frente. É bastante recomendada para pacientes com o tórax estreito e que desejam maior volume na região do colo

Prótese redonda 

Esse tipo de prótese acentua o volume dos seios e preenche igualmente todos os espaços da mama. É o formato mais usado para mamoplastia de aumento e muito indicada  para quem deseja um bom preenchimento do polo superior da mama.

Prótese anatômica

A prótese anatômica simula o formato natural dos seios, possuindo maior quantidade de silicone na parte de baixo e sendo bem mais estreita em cima. É muito indicada para pacientes que desejam aumentar os seios sem perder a naturalidade, além de ser muito utilizada em casos de reconstrução mamária e em pacientes que apresentam mamas tuberosas.

tipos-de-prótese

Tipos de cicatrizes

Uma preocupação frequente para mulheres que se submetem à cirurgia de prótese de mama são as cicatrizes. Antes de realizar o procedimento, é importante perguntar para o cirurgião sobre as opções de cicatrizes. 

Cada cirurgia é diferente, assim como cada seio. As incisões podem mudar de lugar de uma pessoa para outra e isso irá implicar no resultado final da cicatriz. Basicamente, existem três tipos de cicatrizes:

  • Inframamária: cicatriz entre 3 e 5 centímetros feito abaixo da mama de acordo com o tamanho da prótese de silicone, posicionada embaixo da dobra dos seios.
  • Arelolar: cicatriz fica somente ao redor da aréola.
  • Transaxilar: incisão realizada na axila para inserção das próteses de silicone, sendo que a cicatriz fica na região da axila.

Vale ressaltar que as marcas das cicatrizes diminuem consideravelmente com o passar do tempo. 

tipos-de-cicatrizes

Como se preparar para a cirurgia

A preparação para a cirurgia exige cuidados simples, mas que devem ser seguidos à risca para minimizar possíveis complicações e aumentar as chances de sucesso do procedimento. De maneira geral, as principais recomendações são:

  • realizar exames laboratoriais solicitados pelo médico;
  • realizar mamografia ou ultrassonografia;
  • parar de fumar cerca de 30 dias antes da cirurgia;
  • evitar tomar medicamentos que possam aumentar as possibilidades de sangramento.

Além dos cuidados acima e de outras possíveis recomendações solicitadas pelo médico, é fundamental esclarecer todas as dúvidas e alinhar suas expectativas com o cirurgião antes do procedimento. 

Recuperação após mamoplastia de aumento

O período de recuperação pós mamoplastia de aumento pode durar alguns dias e é normal que o inchaço permaneça por até algumas semanas. A recuperação total acontece por volta de um a dois meses após a cirurgia

Durante o pós-operatório, é fundamental que a paciente siga todos as orientações médicas para obter uma recuperação tranquila, segura e saudável. Neste período, os principais cuidados são:

  • evitar esforço nas semanas iniciais;
  • não dirigir por cerca de 21 dias;
  • evitar atividades físicas por 30 dias;
  • evitar exposição solar por pelo menos 60 dias;
  • fazer uso do sutiã pós-cirúrgico 60 dias;
  • dormir de barriga para cima por cerca de 20 a 30 dias;
  • fazer a troca dos curativos conforme orientação médica;
  • fazer uso dos medicamentos prescritos pelo médico, caso seja necessário.

Você tem o desejo de aumentar os seios? Agende sua consulta para realizar uma avaliação individual no Rio de Janeiro.