O nosso rosto é uma das regiões do corpo que mais sofrem com os sinais do envelhecimento. O avanço da idade aumenta a flacidez da pele e provoca a perda de volume facial, resultando em rugas, marcas de expressão e excesso de pele. Para quem deseja corrigir esses sinais, o lifting facial pode ser um grande aliado na busca pelo rejuvenescimento.

Afinal, o que é lifting facial?

 

Considerada uma das cirurgias mais procurados para tratar a região do rosto, o lifting facial busca promover o aspecto jovial da face com naturalidade, sem deixá-la com aparência repuxada ou plastificada. O procedimento visa minimizar os sinais de envelhecimento, além de reduzir a flacidez da pele e sulcos profundos. Transferindo uma aparência mais leve e feliz.

O termo lifting é derivado da palavra em inglês “lift”, que quer dizer “levantar”. Dessa forma, para melhorar o aspecto envelhecido da face, o procedimento promove o reposicionamento dos tecidos faciais, melhorando a aparência estética e a funcionalidade na região do rosto.

Quais são os tipos de lifting facial?

 

O lifting facial pode ser dividido em dois tipos: a ritidoplastia e a frontoplastia. Os dois procedimentos são realizados na face, mas em regiões diferentes e com indicações que variam de acordo com o objetivo do paciente.

 

Ritidoplastia

 

A ritidoplastia também é conhecida unicamente como lifting facial, já que é o procedimento que trata a região da face e pescoço, buscando melhorar a aparência de rugas, flacidez e sulcos profundos, além de utilizar técnicas que promovem o rejuvenescimento.

 

Frontoplastia

 

frontoplastia é um tipo de lifting facial  que trata, exclusivamente, dos sinais de envelhecimento na região da testa e nas sobrancelhas. O procedimento tem como objetivo promover o rejuvenescimento do terço superior da face – que compreende a testa e a região dos olhos – corrigindo, principalmente, a queda das sobrancelhas e supercílios.

 

Para quem é indicado o lifting facial?

 

O procedimento é muito procurado por pacientes acima dos 45 anos, idade em que os sinais do envelhecimento começam a ficar mais aparentes e podem causar desconforto estético. Assim, o lifting é indicado para homens e mulheres que buscam o rejuvenescimento facial com resultados naturais.

De maneira geral, o procedimento pode ser realizado em pacientes que desejam corrigir as seguintes insatisfações:

  • rugas;
  • pés de galinha;
  • marcas de expressão;
  • flacidez facial;
  • perda de tônus muscular;
  • sulcos profundos.

É importante ressaltar que o paciente deve estar em boas condições de saúde para a realização do lifting facial. Gestantes ou pacientes que apresentam doenças crônicas não tratadas, como diabetes, hipertensão e cardiopatias não devem se submeter ao procedimento.

Como a cirurgia é feita?

 

Para a realização da cirurgia de lifting facial, o cirurgião faz uma pequena incisão próxima à linha do cabelo, geralmente circuncidando as orelhas, por onde será feito o descolamento da pele dos músculos até as linhas definidas na face anteriormente.

Durante o procedimento, a pele é reposicionada nas camadas mais profundas da face e os músculos são elevados, devolvendo-os à localização original, para recuperar o tônus muscular e promover o aspecto de rejuvenescimento.

O procedimento é realizado com anestesia local e sedação. A duração varia de acordo com o tipo de lifting facial: a ritidoplastia possui duração média de duas horas e meia, enquanto a frontoplastia dura cerca de quatro horas.

Como é o pós-operatório?

 

O tempo de internação hospitalar pode durar em média 24 horas. Após retornar para casa, o paciente deve seguir alguns cuidados para evitar complicações e aumentar as chances de que o resultado seja satisfatório. Os principais cuidados são:

  • ficar de repouso relativo nos sete a dez primeiros dias;
  • dormir com a cabeça elevada por sete dias;
  • uso de faixa modeladora indicada
  • não usar cosméticos na face nos primeiros sete dias;
  • evitar esforço físico por duas semanas;
  • evitar atividade física intensa por um mês;
  • evitar exposição solar por cerca de três meses;
  • iniciar sessões de drenagem linfática três dias após o procedimento.

A cicatriz da cirurgia de lifting facial é bastante discreta e, geralmente, fica escondida no couro cabeludo ou abaixo do queixo. O resultado final do procedimento pode ser observado após a diminuição do inchaço, o que pode demorar até três meses para ocorrer.

Outros tipos de procedimentos faciais

 

Além do lifting facial, existem outros procedimentos que podem ser realizados de maneira complementar ou isolados para corrigir insatisfações estéticas na região da face. A grande maioria dos procedimentos são dermatológicos e minimamente invasivos, variando em relação aos objetivos, técnicas e indicações.

Alguns procedimentos que podem ser realizados na face são:

  • Preenchimento facial
  • Laser Co2 fracionado;
  • Luz pulsada;
  • Sculptra;
  • Toxina botulínica.
  • Ultrassom Microfocado

Para a escolha do procedimento mais indicado, é fundamental passar por uma consulta individual. Durante a consulta, o cirurgião irá realizar uma avaliação clínica, além de entender seus objetivos e resultados esperados para, assim, definir o melhor procedimento para seu caso.

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Entre em contato conosco e envie suas perguntas!

banner-facial-tudo-o-que-voce--precisa-saber-sobre-a-cirurgia-copy