A orelha em abano – caracterizada pelas bordas laterais mais distanciadas da cabeça – é uma condição que está presente desde o nascimento, mas que se torna mais aparente conforme o desenvolvimento da criança. Essa condição pode causar grande desconforto estético ainda na infância ou início da adolescência, mas pode ser corrigida através de uma cirurgia plástica denominada otoplastia.

O formato saliente ou desfigurado da orelha em abano pode fazer com que a criança sofra bullying no período escolar ou desenvolva problemas de autoestima e confiança durante a adolescência ou fase adulta. Por isso, a otoplastia é um procedimento que vai muito além da estética: ela ajuda a resgatar a autoestima, bem-estar e qualidade de vida do paciente. Saiba mais sobre a cirurgia!

Como a otoplastia é realizada?

O primeiro passo da otoplastia é a aplicação da anestesia geral ou anestesia local com sedação em ambiente hospitalar. Em seguida, o cirurgião realiza uma pequena incisão atrás da orelha para retirar o excesso de pele, reduzir a cartilagem da concha ou modelar a parte interna da orelha, conhecida como anti-hélice.

As técnicas são definidas de acordo com a estrutura da orelha do paciente e as expectativas com o resultado, mas geralmente todas elas promovem o enfraquecimento da cartilagem para deixá-la mais flexível. A remoção da cartilagem também pode ser necessária para realizar a dobra desejada da orelha.

Em seguida, o cirurgião fecha as incisões com pontos externos que podem ser retirados cerca de 7 a 10 dias após o procedimento. Por fim, é colocada uma faixa compressiva na região operada para a auxiliar na cicatrização e na contenção das orelhas na nova posição.

Para quem a otoplastia é indicada?

A otoplastia é indicada para pacientes que desejam minimizar deformações ou corrigir o aspecto da orelha em relação ao tamanho, forma e angulação. Em casos menos comuns, a otoplastia também pode ser realizada em caráter funcional para a correção de deformidades decorrentes de traumas ou acidentes.

O procedimento pode ser realizado a partir dos 7 anos, quando a cartilagem auricular já está estável o suficiente para permitir a correção cirúrgica. Além disso, nessa idade, o pequeno paciente já consegue entender e cooperar para o sucesso do procedimento, mas é importante que essa também seja uma vontade dele e não somente dos pais.

Quando verei os resultados?

Os resultados da cirurgia de orelha em abano são praticamente imediatos. Após a remoção da faixa compressiva, a orelha já estará em sua posição final, com exceção de casos em que ainda há a presença de inchaço na região, mas que tende a desaparecer nas primeiras semanas.

O sucesso do resultado pode ser observado em orelhas mais harmônicas, com formato, angulação e tamanho discutidos entre o cirurgião e o paciente antes da realização da cirurgia.

Normalmente, há menores riscos de perder o resultado e alcançar o objetivo desejado quando a otoplastia é realizada na infância ou na adolescência. Em alguns casos, principalmente quando o procedimento é realizado na idade adulta, pode ser necessária uma nova cirurgia.

Quais os cuidados no pós-operatório?

O pós-operatório da otoplastia costuma ser bastante rápido e tranquilo. O paciente recebe alta no mesmo dia ou no dia seguinte ao procedimento e pode retomar suas atividades diárias alguns dias após a cirurgia. Contudo, é, importante respeitar as orientações médicas durante o período de recuperação, como:

  • manter uma alimentação saudável;

  • retirar a faixa após 48h e lavar a região com água e sabonete;

  • evitar esforço por 7 dias;

  • evitar tomar sol por 30 dias;

  • não usar brincos e qualquer acessório nas orelhas por 30 dias;

  • evitar o uso de óculos por 30 dias;

  • usar a faixa médica por 30 dias;

  • praticar atividade física, somente 60 dias após a cirurgia.

Durante o período de recuperação, o paciente pode sentir dor e, por isso, o médico costuma prescrever o uso de medicamentos analgésicos. Nos primeiros dias, também pode haver coceira na região operada, mas é importante não coçar para não comprometer o resultado. No caso das crianças, é fundamental que os pais acompanhem todo o pós-operatório para que ela siga os cuidados necessários.

Quer saber mais sobre procedimentos estéticos? Siga-nos no Facebook e Instagram para acompanhar nossas atualizações!