O aspecto da papada é uma das queixas mais frequentes nas clínicas de cirurgia plástica. O excesso de pele e volume na região pode ser removido por meio do lifting cervical (papada). Existem diferentes técnicas (cirúrgica e não cirúrgica) para reposicionar os tecidos faciais, melhorando o contorno do rosto e suavizando os sinais do envelhecimento.

Neste artigo, mostramos como o lifting de papada pode ser feito e para quem o procedimento é indicado. Confira!

Como é o lifting Cervical (papada) não cirúrgico?

Em quadros menos acentuados, quando o rosto e o pescoço estão começando a apresentar os primeiros sinais de flacidez, pode-se usar o Fio Silhouette. Trata-se de um fio de sustentação composto por ácido polilático, que promove o efeito de lifting sem a necessidade de intervenção cirúrgica, além de melhorar a produção de colágeno. Assim como, podemos associar tratamentos para diminuir a gordura localizada através da aplicação de enzimas e até a indicação do uso de uma radiofrequência para potencializar o estímulo de colágeno e consequente retração de pele. Em média, ele é indicado para pacientes por volta dos 40 anos.

Como é o lifting cervical cirúrgico?

correção cirúrgica da papada é indicada para pessoas mais velhas, que perderam a sustentação da região. Pacientes mais jovens, que emagreceram muito e ficaram com a pele da área flácida, também são candidatos ao procedimento.

A cirurgia pode ser feita com anestesia geral ou local associada à sedação. No pós-operatório imediato, é preciso manter a bandagem colocada em torno do rosto. Ela ajuda a diminuir inchaços e hematomas. A internação tem a média de duração de 24 horas.

Nesse procedimento, com frequência, associamos a lipoaspiração da região. Após essa etapa inicial realizamos a plicatura medial e lateral da musculatura cervical, promovendo uma melhora do contorno da região definindo as estruturas.

Muitas vezes, o lifting de papada faz parte de um procedimento mais amplo, o lifting facial (ritodoplastia). Nesse caso, o excesso da pele da face e do pescoço são retirados e, se necessário, é feita a reposição dos volumes do rosto com enxertos de gordura extraídos do próprio paciente através de uma pequena lipoaspiração (que pode ser realizada na própria região da papada, se houver gordura localizada)

Para o resultado ficar natural, as incisões da ritidoplastia ficam escondidas. Na maioria das vezes, acompanham os contornos das orelhas e, se preciso, são estendidas para o couro cabeludo.

Como é a preparação para a cirurgia de lifting de papada?

O pré-operatório do lifting cervical exige a realização de exames laboratoriais e avaliações de outros médicos (como o cardiologista). Isso é feito de forma complementar à anamnese e ao exame físico realizado no consultório médico.

Antes do procedimento, o uso de alguns medicamentos poderá ser ajustado ou temporariamente suspenso. É o caso de aspirinas, anti-inflamatórios e remédios naturais, pois eles podem aumentar o risco de sangramento durante a cirurgia.

Parar de fumar bem antes da cirurgia também é imprescindível. Se possível, aproveite o esforço para manter o cigarro longe de uma vez por todas.

No dia do procedimento, o paciente deve comparecer ao hospital acompanhado. Será preciso contar com a ajuda de outra pessoa, pelo menos, no dia seguinte à cirurgia para a alta hospitalar.

Como é a recuperação da cirurgia de lifting de papada?

A recuperação do lifting de papada costuma ser tranquila. Para que tudo saia como o planejado, basta seguir os cuidados informados pelo médico.

São medidas simples, mas que reduzem o risco de infecção e ajudam na cicatrização, como tomar a medicação prescrita, realizar os curativos de forma adequada, manter o uso de bandagens indicadas e comparecer às consultas de retorno.

Além disso, deve-se ficar sem fazer atividades físicas por, pelo menos, 60 dias. Dormir com a barriga (e o rosto) para cima também é essencial. E nos primeiros dias, evite o excesso de conversas e as gargalhadas.

Em quanto tempo o resultado aparece?

O resultado da cirurgia na papada aparece, em média, logo após ao primeiro mês. Porém, para absorção completa do edema e resultado final esperamos após seis meses. Enquanto isso, proteja a área operada do sol, pelo menos, até os hematomas desaparecerem por completo e siga as orientações recomendadas.

No mais, levar um estilo de vida saudável e usar protetor solar diariamente ajuda a prolongar os efeitos do lifting. Vale ressaltar que o procedimento corrige a flacidez e devolve o contorno à face. No entanto, não interrompe o processo natural de envelhecimento e procedimentos complementares podem ser realizados em consultório para otimização e duração dos resultados obtidos.

Quais são os riscos associados ao procedimento?

Toda cirurgia apresenta riscos. No caso do lifting de papada, ainda que a taxa de intercorrências seja baixa, podem ocorrer edemas (acúmulo de líquido), sangramento, cicatrizes inestéticas (hipertróficas ou queloides), perda da sensibilidade, assimetrias, despigmentação da pele, entre outros.

Para acertar na escolha do tipo de tratamento mais indicado, é muito importante fazer uma análise individual com um especialista em cirurgia plástica . Uma vez definido, o procedimento deve ser realizado em local adequado, que disponha de uma estrutura segura e bem equipada.

Por fim, antes de se submeter a qualquer intervenção, converse com o médico responsável sobre suas expectativas e receios, esclarecendo todas as dúvidas. Quando bem indicado e corretamente executado, o lifting de papada traz resultados bastante satisfatórios, melhorando muito a autoestima do paciente!

Quer saber mais sobre a técnica? Agende uma consulta para fazer uma avaliação individual com um de nossos especialistas!