body lifting é uma cirurgia reparadora. Indicado para pacientes que foram submetidos à cirurgia bariátrica, o procedimento elimina o excesso de pele, assim como melhora o contorno corporal. Ele costuma ser procurado por pessoas que, apesar da perda de peso e do novo estilo de vida, têm muita dificuldade para conseguir um corpo modelado.

Neste artigo, entenda como esse tipo de cirurgia funciona, para quem é indicada e como se preparar para realizá-la. Boa leitura!

Quando fazer um body lifting?

O body lifting é considerado a fase final do processo de emagrecimento. O procedimento é indicado após uma grande perda de peso — principalmente, pós-bariátrica — pois possibilita remover o que restou de gordura localizada e flacidez.

Ele é definido a partir de um plano cirúrgico individualizado. Dada a extensão, costuma ser, frequentemente, feito em etapas, por meio de algumas cirurgias realizadas em ocasiões diferentes.

Para chegar ao resultado desejado, o body lifting combina técnicas de lipoaspiração e lifting.

Assim, enquanto a primeira remove a gordura localizada, a segunda corrige a flacidez da pele, por meio de suturas profundas.

Como funciona o procedimento?

O body lifting é uma técnica que melhora a forma e o tônus do tecido subjacente, o qual dá sustentação à gordura e à pele. Para isso, o cirurgião retira uma faixa em formato de cinturão, englobando o abdômen e o dorso.

Por vezes, as intervenções podem se estender à região das coxas (seja restrita à parte posterior, medial ou circunferencialmente). É comum englobar, também, virilhas, glúteos e braços (na parte entre as axilas e os cotovelos).

Em relação aos seios, a grande redução de peso pode deixá-los com a aparência achatada, com mamilos voltados para baixo. Nesses casos, eles podem ser reparados. Isso é feito por meio da mastopexia associada, ou não, à colocação de próteses de silicone.

Quais são as indicações?

O body lifting não é um método de emagrecimento. Ele é um procedimento indicado para pessoas que já emagreceram muito, adquiriram hábitos saudáveis e têm o peso estável. No entanto, não chegaram ao contorno corporal desejado, apresentando pele em excesso em várias regiões.

Como mencionado, a cirurgia costuma ser feita em pacientes submetidos a cirurgias bariátricas. Mas nesse caso, deve-se aguardar, pelo menos, um ano de intervalo entre os procedimentos.

Como se preparar para a cirurgia?

Primeiramente, é preciso que o paciente seja liberado pelo seu cirurgião bariátrico. Depois, é necessário verificar se está saudável, sem apresentar fatores de risco como hipertensão, diabetes, infecções de pele, entre outros. E caso tenha déficit de vitaminas ou anemia, deve-se fazer uma compensação nutricional.

Feito isso, o preparo para o body lifting é semelhante ao de qualquer cirurgia plástica. Além de realizar os exames solicitados, o paciente precisa tomar ou suspender certos medicamentos (como aspirinas, anti-inflamatórios e medicamentos naturais, para evitar o aumento do sangramento).

Outro aspecto importante é realizar um acompanhamento psicológico. Isso porque, recomenda-se que as grandes transformações corporais estejam bem assimiladas antes de começar o processo de body lifting.

Como é a recuperação e os resultados?

O comprimento e o padrão das cicatrizes variam conforme a quantidade e os locais dos excessos de pele. Em geral, elas costumam ser extensas — mas graças às técnicas cada vez mais refinadas, a maioria pode ser feita em “pontos estratégicos”. Dessa maneira, as cicatrizes resultantes ficam “escondidas” sob as vestes.

Após a cirurgia, o paciente permanece com diversos curativos. Além disso, pode ser necessário o uso de um dreno temporário, para evitar o acúmulo de sangue e fluidos. No período pós-operatório, é preciso usar cinta compressiva no abdômen, malhas de compressão nos membros e, caso tenha operado os seios, sutiã cirúrgico.

Como os resultados do body lifting são alcançados em etapas, não raro, a aparência final é vista somente entre seis meses a um ano após o procedimento. A essa altura, o empenho é, enfim, recompensado. Mas para prolongar os novos contornos pelo maior tempo possível, é imprescindível manter o peso corporal estável, hidratar muito bem a pele e cultivar hábitos que promovam a saúde e a boa forma permanentemente.

Se você tem interesse em saber mais sobre esse ou outros tipos de cirurgias plásticas, entre em contato com a nossa equipe de especialistas. Agende uma consulta e faça uma avaliação individual!