Cicatrizes de acne, geralmente, aparecem no rosto. Elas ocorrem após o agravamento dessa condição dermatológica e são difíceis de remover. Por isso, em caso de cravos, espinhas e companhia, o ideal é iniciar o tratamento dermatológico o quanto antes, prevenindo complicações. No entanto, se as cicatrizes já estiverem instaladas, não desanime: nunca é tarde para restaurar a beleza da pele!

Neste artigo, mostramos alguns pontos importantes sobre o assunto e diversos procedimentos capazes de amenizar cicatrizes existentes e prevenir o aparecimento de novas. Confira as opções e veja como eles podem renovar sua pele!

Qual é a melhor fase para tratar a acne?

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a melhor fase para tratar a acne é quando ela surge. A ideia de que se trata de um problema normal (da adolescência ou do período menstrual), que melhora sozinho, é falsa. Na verdade, quanto mais precocemente tratada, menores as chances de surgirem as temidas cicatrizes de acne — bem mais difíceis de tratar.

Por que alguns tipos de acne deixam cicatrizes?

Na maioria das vezes, é a maneira como o paciente se comporta perante a acne que aumenta as chances de gerar manchas e marcas. Espremer cravos e espinhas com os dedos, por exemplo, piora as inflamações e aumenta o risco de ficar com cicatrizes permanentes.

Já acnes de graus 3 e 4, (consideradas graves, caracterizadas por lesões maiores e interconectadas) têm, por conta própria, grandes chances de deixar cicatrizes. São as conhecidas depressões irregulares, cobertas por pele atrófica, ou protuberâncias hipertróficas, cobertas por pele enrijecida.

Como é o tratamento para cicatrizes de acne?

Existem diversas opções de tratamento para cicatrizes de acne, cuja indicação e quantidade de sessões é feita pelo dermatologista, conforme as necessidades de cada paciente e com base em sua resposta fisiológica. Veja alguns deles a seguir.

Laser fracionado

laser fracionado (ou CO2 fracionado) é o principal tratamento para cicatrizes, assim como manchas, marcas e outras irregularidades, deixadas pela acne. Trata-se de um laser ablativo que remove parte da epiderme, estimula a produção de colágeno e promove a renovação celular.

Na prática, ele atua como um novo processo cicatricial, mas controlado. Em geral, promove uma melhora bastante satisfatória.

Luz intensa pulsada

luz intensa pulsada (LIP) utiliza espectros de luz para o tratamento de diversas condições da pele. Além de tratar manchas, ela reduz o fluxo sanguíneo nas glândulas sebáceas e, consequentemente, a quantidade de secreções oleosas (causadoras da acne). Ao mesmo tempo, melhora a textura da pele, ajudando a amenizar cicatrizes.

Radiesse

Radiesse é um bioestimulador (hidroxiapatita de cálcio) aplicado no rosto para aumentar a produção de colágeno e repor o volume facial. Ele também melhora a textura da pele, sendo considerado um excelente aliado no tratamento de cicatrizes de acne.

Microagulhamento

microagulhamento repara a pele por meio de minúsculas perfurações (feitas com rollers, carimbos ou canetas elétricas) na derme. O procedimento estimula a produção de colágeno, promove a renovação celular e, consequentemente, ameniza as cicatrizes de acne existentes.

Peeling

peeling pode ser físico ou químico. No peeling físico, a pele passa por um processo de abrasão, descama e ocorre a renovação celular, melhorando a aparência.

No peeling químico, utilizam-se substâncias que destroem as camadas mais profundas da pele, estimulando a produção de colágeno e aumentando a renovação celular. Assim, ocorre uma melhora na textura e uniformização da pele, com uma boa redução das cicatrizes.

Como prolongar o resultado dos tratamentos?

Mesmo após a melhora das cicatrizes, os cuidados devem continuar. Para prolongar o resultado do seu tratamento, adote um estilo de vida saudável e uma rotina de skincare específica para o seu tipo de pele e histórico de problemas. Assim, é preciso:

  • ter uma alimentação saudável;
  • beber bastante água;
  • não se expor, exageradamente, ao sol;
  • usar filtro solar diariamente, mesmo em locais fechados;
  • não fumar e evitar, ao máximo, o consumo de bebidas alcoólicas;
  • limpar, tonificar e usar dermocosméticos para pele oleosa (ou acneica), indicadas pelo especialista;
  • usar medicação oral para regulação hormonal ou para o controle das glândulas sebáceas, se houver recomendação médica;
  • investir em tratamentos para a acne ativa, conforme as indicações do especialista.

Com a adoção dos cuidados preventivos, tratamentos de ponta e visitas regulares ao dermatologista, há boas chances de você acabar, definitivamente, com as cicatrizes de acne. Além disso, a saúde da sua pele também irá melhorar, deixando sua aparência revigorada!

Esperamos que tenha aproveitado o conteúdo. Caso queira acompanhar todas as novidades da Clínica Lis, siga nossas páginas no Facebook e Instagram!