Preenchimentos com ácido hialurônico e MD Codes: você já ouviu falar desses procedimentos? Tratam-se de técnicas de rejuvenescimento facial que usam a mesma substância, mas aplicadas de formas diferentes. O ácido hialurônico é bastante conhecido, já o MD Codes™ é uma nova maneira de utilizá-lo — mais individualizada e eficiente.

Neste artigo, mostramos como funciona cada tratamento. Para descobrir suas indicações e resultados, continue a leitura!

Como ocorre o processo de envelhecimento da face?

Com o passar dos anos o ácido hialurônico diminui naturalmente. Isso compromete o aspecto, a textura e o tônus da pele, contribuindo para o surgimento de rugas e linhas de expressão.

A substância, biocompatível (produzida pelo próprio), serve para preencher os espaços entre as células. Assim, ela é responsável pelo volume, sustentação, hidratação e elasticidade da pele.

Mas ainda que o processo de envelhecimento seja inevitável, com alguns tipos de tratamentos, pode-se melhorar as características comprometidas pelo tempo. Inclusive, existem vários tipos de ácidos hialurônicos sintéticos, cada um com sua particularidade (coesividade, cross-linking, entre outras) — o que traz grandes vantagens para os pacientes.

Ácido hialurônico e MD Codes: como agem e para quem são indicados?

O preenchimento facial com ácido hialurônico é utilizado há muitos anos para suavizar rugas mais profundas e redefinir o contorno facial perdido com o processo de envelhecimento. Ao longo desse tempo, as técnicas de aplicação evoluíram cada vez mais, para entregar resultados altamente diferenciados.

Tratamento clássico com ácido hialurônico

O preenchimento consiste na aplicação de ácido hialurônico na pele. Ele costuma ser feito na região das olheiras, quando o sulco é muito aparente (o qual não tem, necessariamente, coloração escura), nos lábios (para aumentar o volume e definir o contorno) e no nariz (para pequenas correções no formato).

Tratamento inovador com MD Codes

A técnica de MD Codes também é feita com aplicações de ácido hialurônico, porém, de maneira individualizada. Isso porque, cada rosto tem suas características, com um formato distinto devido à flacidez em pontos diferentes, perda de volume de gordura em áreas específicas e menor ou maior estrutura óssea.

A grande inovação dos MD Codes é direcionar o médico a avaliar a face do paciente na totalidade. Frequentemente, a origem de uma insatisfação relatada pelo paciente pode estar localizada em uma área diferente daquela que o desagrada. Por exemplo, se o objetivo é suavizar o sulco nasogeniano (mais conhecido como “bigode chinês”), a técnica propõe a aplicação do produto pode ser feita na região das bochechas, para maior sustentação dessa região.

Assim, o tratamento com MD Codes consiste em sistematizar a aplicação da substância em uma série de pontos pré-determinados, criados para direcionar o preenchimento. Esses pontos são divididos pelas áreas anatômicas da face, sendo representados por letras e números.

O mapeamento orienta o médico em relação ao modo de aplicação. Na prática, a escolha pelo uso de cânulas ou agulhas, tipo de ácido hialurônico, em qual camada de pele aplicar, entre outros elementos, é feita com mais consciência, promovendo a harmonização facial sem mudanças drásticas na fisionomia.

Como é a preparação e cuidados após os procedimentos?

Não é preciso nenhum preparo especial, mas doenças prévias e alergias conhecidas devem ser comunicadas ao especialista. Os tratamentos são feitos em uma única sessão, após a avaliação do dermatologista ou do cirurgião plástico. Para garantir o conforto do paciente, utiliza-se anestesia local ou tópica (pomada).

Quais são os resultados do ácido hialurônico e MD codes?

Tanto o preenchimento clássico como com a técnica MD Codes têm duração temporária. Ambos geram uma considerável redução dos sinais do tempo e melhora na aparência de cansaço. O resultado aparece logo após o tratamento, mas se torna mais visível depois de uma semana, quando o inchaço do rosto é amenizado.

A duração do efeito depende de uma série de fatores, variando de 12 a 18 meses. Em pacientes que possuem produção aumentada de radicais livres (como fumantes e atletas de alto rendimento), ele tende a ser menos duradouro.

O grande diferencial do MD Codes é que a técnica não busca apenas melhorias pontuais, mas uma solução mais efetiva e, ao mesmo tempo, harmônica e natural. O resultado das aplicações em pontos estratégicos são um efeito de lifting sem a necessidade de intervenção cirúrgica.

Como são os cuidados após a realização dos procedimentos?

Após a aplicação do ácido hialurônico, as áreas tratadas podem ficar levemente avermelhadas e inchadas. Pequenos hematomas também podem surgir, em decorrência das injeções. Felizmente, os sintomas desaparecem em pouco tempo.

No entanto, para algumas pessoas os procedimentos são contraindicados. São elas:

  • portadores de doenças autoimunes em atividade, como o lúpus eritematoso sistêmico (LES);
  • imunossuprimidos e pessoas com inflamação ou infecção no local a ser tratado;
  • indivíduos com alergia a qualquer componente da formulação;
  • gestantes e lactantes.

Gostou do artigo? As técnicas são mesmo impressionantes. Para saber mais sobre a aplicação do ácido hialurônico e MD Codes, o ideal é procurar um médico de confiança e habilitado. Caberá a ele fazer uma avaliação facial e traçar um plano de tratamento exclusivo, que atenda suas expectativas: um rosto rejuvenescido e com aparência descansada!

Se desejar, os especialistas da Clínica Lis estão à disposição para ajudá-la a chegar a sua melhor versão! Aproveite e agende sua avaliação!