O pós-operatório da mamoplastia de aumento (colocação de próteses de silicone, para aumentar ou restaurar o volume dos seios) é relativamente tranquilo — e é aí que mora o perigo. Algumas pacientes podem não conter a ansiedade para curtir o novo visual e acabar se expondo a riscos desnecessários. Por exemplo: tomar sol antes do tempo permitido, prejudicando a cicatrização.

Neste artigo, reunimos tudo que você precisa saber sobre a recuperação da cirurgia. Se você vai ou pretende fazer uma mamoplastia, aproveite as dicas!

Como é o pós-operatório da mamoplastia de aumento?

O pós-operatório da mamoplastia de aumento, como de outras cirurgias, tem início ao término da operação e dura até a alta — geralmente, dada após 12 horas (no mesmo dia). Nesse curto intervalo de tempo, os cuidados ficam a cargo da equipe médica e de enfermagem.

Por isso, é importante avaliar onde será realizada a cirurgia. A nossa equipe não abre mão de escolher hospitais equipados com Centro de Terapia Intensiva (CTI), que podem atender prontamente a qualquer necessidade da paciente durante e depois da mamoplastia.

Quais cuidados devem ser tomados no período de recuperação?

Os cuidados após a mamoplastia de aumento são simples, mas imprescindíveis. Uma vez em casa, a paciente deve manter a medicação conforme as dosagens e horários indicados pelo médico.

O curativo cirúrgico pode ser removido cerca de 48 horas após o procedimento. A partir daí, as trocas de curativos devem ser feitas conforme a orientação médica e diariamente.

De maneira geral, as cicatrizes devem ser lavadas com água e sabão neutro. Em seguida, realizar a limpeza com solução antisséptica e cobrir os pontos com pomadas especiais para acelerar a cicatrização. O sutiã cirúrgico deve permanecer por 24 horas.

Nesses primeiros dias, é preciso evitar esforços. Porém, caminhadas leves dentro de casa não apenas são permitidas, como recomendadas.

A primeira consulta pós-operatória com o cirurgião costuma ocorrer entre uma semana e dez dias após o procedimento. A ocasião serve para acompanhar a evolução da paciente, tirar dúvidas e ver se tudo está correndo como o previsto.

O que fazer durante a recuperação da mamoplastia de aumento?

A recuperação da mamoplastia de aumento dura de um a dois meses, sendo mais extensa ou mais curta de acordo com as características de cada paciente. Nessa fase, deve-se seguir as orientações do cirurgião com o máximo empenho. Confira como se portar para que esse período seja o mais saudável, tranquilo e seguro possível:

  • faça repouso de uma a duas semanas, de preferência, em ambientes bem ventilados, pois o calor tende a aumentar o inchaço;

  • faça sessões de drenagem linfática, se não houver impedimento médico, pois esse tipo de massagem ajuda a eliminar líquidos e prevenir fibroses;

  • use sutiã pós-cirúrgico diariamente, inclusive para dormir, por dois meses;

  • não levante os braços acima dos ombros por duas a três semanas (portanto, você precisará de ajuda para lavar os cabelos);

  • durma de barriga para cima por um mês (depois disso, pode dormir de lado, mas para dormir de bruços é preciso aguardar, no mínimo, dois meses);

  • não faça atividades físicas por um mês, sendo que exercícios que exijam a movimentação das mamas deve ser suspensos por 90 dias — isso porque, as cicatrizes levam cerca de 45 dias para se estabilizarem;

  • não dirija por três semanas;

  • não fume, pelo menos, por um mês — mas se possível, pare definitivamente;

  • não exponha a área operada ao sol e use protetor solar (com fator de alta proteção), no mínimo, por três meses.

Os períodos indicados para essas recomendações podem variar conforme o quadro de cada paciente. Seja como for, aos poucos as atividades normais vão sendo retomadas.

Como ficam as cicatrizes da mamoplastia de aumento?

As cicatrizes da mamoplastia de aumento podem ser inframamárias (embaixo da dobra dos seios), areolares (ao redor das aréolas) ou transaxilares (nas axilas). As mais comuns são as inframamárias, as quais costumam ter entre 3 e 5 cm.

Em relação à prevenção de complicações ligadas à cicatrização, como infecção e deiscência (separação das bordas), a primeira providência é a colocação do curativo logo após a cirurgia. Para isso, aplica-se uma pomada antibiótica sob a bandagem que, por sua vez, protege o local de bactérias externas.

Mas a qualidade das cicatrizes após a mamoplastia de aumento também depende — e muito — dos cuidados durante a recuperação. Além disso, fatores genéticos (como a tendência à formação de queloides) também interferem no resultado.

O processo de cicatrização só é considerado completo um ano após a cirurgia. Na maioria das pacientes, as cicatrizes ficam bem finas e discretas. Além disso, podem ser escondidas até pelos menores biquínis.

Para concluir, esperamos que a importância de se cuidar durante o pós-operatório da mamoplastia de aumento tenha ficado clara. Nesse período, “convoque” pessoas mais próximas para ajudá-la com as tarefas do dia a dia e controle a ansiedade. Saiba, também, que seu cirurgião ficará disponível para esclarecer possíveis dúvidas e tratar eventuais complicações. Tomando todos os cuidados, o resultado da sua cirurgia será o mais satisfatório possível!

Esperamos que o artigo tenha sido útil. Mas caso ainda haja alguma dúvida, entre em contato e converse com nossos especialistas!